SBT é a única emissora que apresentou crescimento em todas as faixas horárias no mês de junho

Leonardo Lima
Por Leonardo Lima

Em junho, o SBT garantiu bom desempenho no ranking geral das audiências e impactou 101,9 milhões de telespectadores em todo o Brasil. Na Grande São Paulo, principal praça do Brasil, o SBT impactou 10,5 milhões de telespectadores durante o mês e foi a única emissora a registrar crescimento na média das 24 horasmanhã, tarde, noite e madrugada.

Na média 24 horas, a emissora acumulou 6,36% de crescimento em relação ao mês anterior e encerrou junho com 3 pontos de média. A emissora líder fechou o período com 1,79% de queda, a segunda colocada perdeu 7,43% e a quarta colocada perdeu 13,87% de audiência.

No horário nobre, das 18h às 24h, o SBT marcou 4,4 pontos de média mensal e acumulou 5,43% de crescimento em relação a maio. Na mesma faixa horária e período de comparação, a emissora líder registrou 0,45% de queda, a segunda colocada perdeu 4,51% e a quarta colocada perdeu 11,50% de audiência.

Na média/manhã, das 6h às 12h, o SBT apresentou 1,47% de crescimento em relação ao mês anterior e fechou junho com 2,2 pontos de média. Levando em consideração a mesma faixa horária e período de comparação, a emissora líder registrou 5,86% de queda, a segunda colocada perdeu 2,51% e a quarta colocada perdeu 16,47% de audiência.

Durante a tarde, das 12h às 18h, o SBT marcou 3,7 pontos de média e registrou 13,11% de crescimento em relação ao mês anterior. Na direção oposta, a emissora líder perdeu 2,27% de audiência, a segunda colocada registrou 14,67% de queda e a quarta colocada 15,58% de queda.

Na madrugada, das 24h às 6h, o SBT acumulou 1,88% de crescimento em comparação com maio e fechou o período com 1,8 de média. A emissora acumulou 2,4 pontos de média no PNT (Painel Nacional da Televisão) e registrou 4,40% de crescimento em relação ao mês anterior. Na mesma faixa de comparação, a emissora líder apresentou 3,27% de queda, a segunda colocada perdeu 6,57% e a quarta colocada perdeu 8,68% da audiência.

Categorias

Tags

Compartilhe este artigo